Dica do JP:


Últimas publicações

    Quanto vale o show?
     Dê uma nota para o JP!

    Indicamos!
     Twitter Jogos Perdidos
     Caminhões FNM








    JOGOS PERDIDOS: O futebol em sua essência!
     


    Uma Volta ao Passado, volume 22: UE Funilense (Cosmópolis/SP)

    UNIÃO FUNILENSE

    Escudinho da União Esportiva Funilense.

    No último sábado o quarteto composto por mim, FernandoDavidseu Natal, saiu de Taboão da Serra apto a fazer uma rodada dupla para aproveitar o dia. Como a pedida acabou sendo um jogo do Velo Clube que só começaria às 19 horas em Rio Claro, ficamos com um bom intervalo de tempo. Como o JOGOS PERDIDOS nunca pára de pensar em futebol, acabamos decidindo tentar fazer mais um volume da série Volta ao Passado.

    Assim, olhando no mapa as cidades próximas a Rio Claro, dicidimos dar uma chegadinha em Cosmópolis, para ver se encontrávamos algo sobre a União Esportiva Funilense, um clube considerado fantástico por todos os integrantes do JP. Ao se fazer uma volta ao passado assim, sem nenhum agendamento, corremos sempre um certo risco de não encontrarmos ninguém no local, ou até mesmo não encontrarmos nada. Seguindo nossas pequenas referências e algumas dicas feitas por telefone pelo Orlando, fomos de cara procurar a Usina Ester, local onde o clube em questão mandava seus jogos.

    Fachada da Usina Ester, na cidade de Cosmópolis. Foto: Fernando Martinez.

    Busto do Doutor Paulo de Almeida Nogueira, um dos fundadores da Usina Ester, que fica na entrada na propriedade. Foto: Fernando Martinez.

    Confesso que na minha cabeça nós iríamos nos deparar com um local em ruínas, totalmente fechado. No entanto ao chegar na Usina, que inclusive é de muito fácil acesso, vimos de cara a pujança do lugar, em pleno funcionamento. Dentro da usina, paramos próximo ao prédio administrativo e fomos até a guarita, para tentar uma primeira informação com o guarda. E para nossa surpresa, ele só apontou para o outro lado da rua. Ou seja, já estávamos em frente Estádio Dr. Sérgio Coutinho Nogueira.

    Entrada do Estádio Dr. Sérgio Coutinho Nogueira e placa informativa datada de 1978, ano em que a União Funilense começou a disputar o futebol profissional. Fotos: Fernando Martinez.

    Ao entrarmos, nos deparamos com um belo estádio e um time preto e branco jogando, e para nosso espanto era nada menos que a equipe B da União Esportiva Funilense fazendo a preliminar de um jogo da equipe principal, que começaria poucos minutos depois.

    Uma das arquibancadas do estádio com a indicação da União Esportiva Funilense. Foto: Fernando Martinez.

    Visão do gol dos fundos do estádio, com a bela vista do local. Foto: Fernando Martinez.

    Antes de falar da partida e da situação atual do clube, vamos com um pouco de história. A saga da Usina Ester começa no longínquo ano de 1898, quando os senhores Arthur Nogueira, José Paulino Nogueira, Paulo de Almeida Nogueira, Sidrack Nogueira e Antonio Carlos Silva Telles (o Grupo Nogueira) adquiriram uma área de 6.000 alqueires, antes propriedade da Sul Brasileira e Colonizadora, presidida por Barão Geraldo de Rezende (O povoado recebeu também esse nome graças ao terminal funilense construído no mesmo ano. Somente em 1906 houve a mudança para Cosmópolis).

    A propriedade era composta por quatro fazendas: A fazenda do Funil, fazenda da Grama (Três Barras), fazenda São Bento e fazenda Boa Vista. A principal era justamente a do Funil, com um engenho de pinga que produzia mais de 60 mil litros da bebida por ano. Em 1907, foi criada a Sociedade Anônima Usina Ester, nome dado em homenagem à D. Esther Nogueira, esposa de Paulo de Almeida Nogueira, primeiro presidente da sociedade.

    Ao mesmo tempo, o futebol funcionou primeiro como uma diversão entre os funcionários da usina, e nas primeiras décadas algumas equipes jogaram por lá. Tres delas acabaram se fundindo, e em 1º de novembro de 1933, foi fundada a Associação Desportiva e Musical Usina Ester. Como a equipe disputava os torneios da Zona Funilense, não é difícil entender porque o nome foi posteriormente alterado para União Esportiva Funilense.

    Escudinho utilizado pela ADM Usina Ester, posteriormente União Esportiva Funilense e ainda visto em algumas dependências do clube. Foto: Fernando Martinez.

    Mas somente em 1978 a equipe resolveu se aventurar no profissionalismo. Foram 10 participações consecutivas, duas na quinta divisão (1978/79), e oito na terceira (de 1980 até 1987). A equipe sempre teve desempenhos medianos, e somente na terceirona de 1982, o time fez uma campanha memorável. Naquele ano, a Funilense foi vice-campeão da competição, chegando no quadrangular final junto com Barra Bonita (que foi a Campeã), José Bonifácio e Palmeirinha. O time não conquistou o acesso pois somente o campeão tinha esse direito. Depois de abandonar o profissionaismo, a equipe seguiu disputando campeonatos amadores da região.

    Durante esses anos de profissionalismo, a Funilense disputou um total de 240 partidas. Somou 94 vitórias, 66 empates e 80 derrotas. O time anotou 335 gols e sofreu 289, tendo um saldo de gols positivo de 46 gols. A maior goleada do clube foi no dia 2 de agosto de 1981, quando venceu o Corinthians de Casa Branca por 7x0 fora de casa. Já a maior derrota aconteceu em 4 de junho de 1978, num 7x2 fora de casa contra o União Possense.

    Time da União Funilense posado no seu estádio na temporada 1979, ano da segunda participação no profissionalismo. Reprodução: www.asmilcamisas.com.br.

    Essa Volta ao Passado coincidiu com um jogo da equipe, e mesmo tendo um jogo para assistir à noite, ficamos por lá para acompanhar o jogo da União Funilense. O campo de jogo estava muito bem conservado, podendo voltar a abrigar, após pequenas reformas, jogos profissionais.

    Chaminé da Usina Ester vista das arquibancadas do estádio. Foto: Fernando Martinez.

    Uma visão geral do Estádio Dr. Sérgio Coutinho Nogueira. Foto: Fernando Martinez.

    Detalhe das arquibancadas de concreto do estádio, essas ainda abertas para o público. Foto: Fernando Martinez.

    Aqui as arquibancadas opostas, fechadas para a torcida e sem uma boa conservação. Foto: Fernando Martinez.

    A partida principal do dia, justamente a que acompanhamos, foi entre a equipe principal da União Esportiva Funilense contra a equipe de uma empresa de Campinas. O jogo foi muito movimentado, e começou com a equipe visitante fazendo 2x0 em cima da UEF. No segundo tempo o jogo foi mais ríspido, e na base do abafa o time local conseguiu chegar ao empate de 2x2.

    Time atual da União Esportiva Funilense, que ainda joga amistosos amadores dentro dos seus domínios. Foto: Fernando Martinez.

    Ginásio do clube em bom estado de conservação. Foto: Fernando Martinez.

    Mas além do jogo, fomos visitar as instalações do clube. Pudemos visitar a sala de troféus da Funilense, o ginásio e instalações para o lazer dos funcionários também. Aproveitamos para fazer a tradicional pergunta: "Existe alguma chance da equipe voltar ao futebol profissional?". A resposta foi a que já esperávamos: Não. A situação é tão complicada que nesse ano o time não vai sequer disputar o campeonato de Cosmópolis, quem diria então voltar ao profissionalismo.

    Dois detalhes da grande sala de troféus da Funilense. Fotos: Fernando Martinez.

    Local para lazer dos funcionários da Usina Ester. Foto: Fernando Martinez.

    Mesmo sabendo das dificuldades, o que valeu mesmo foi conhecer tão belo local e saber que a União Esportiva Funilense ainda vive, mesmo que com muitas dificuldades. No entanto, isso sempre acaba nos deixando um fio de esperança de que a equipe um dia ainda volte a representar a cidade no profissionalismo.

    Foi isso, mais uma Volta ao Passado no JP e mais um grande banho de cultura futebolística que recebemos com essa rápida visita a simpática Cosmópolis. E fica também os agradecimentos a todo pessoal da Usina Ester e da União Funilense que nos receberam com muito carinho, abrindo as portas do clube para a nossa visita.

    Abraços!

    Emerson/Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 14h21
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Efemérides Futebolísticas - 15 de junho

    Fala pessoal!

    Mais uma sexta-feira e mais um dia para as geniais EFEMÉRIDES FUTEBOLÍSTICAS, sempre fornecidas pelo Denis Haddad. Hoje temos eventos geniais envolvendo jogos noturnos na Javari, clássicos entre Juventus x Ipiranga e Nacional x Jabaquara e muito mais. Hoje então seguimos com eventos de 13, 14 e 15 de junho. Começamos com os dias 13 e 15:

    • 13 de junho de 1957 - quinta-feira - Campeonato Paulista da Primeira Divisão, Fase Classificatória - Rua Javari - Juventus 1 x Ipiranga 2. Essa partida marcou a inauguração do sistema de refletores do Estádio Conde Rodolfo Crespi, os quais foram utilizados pela última vez no dia 31 de outubro de 1962, quarta-feira, quando o São Paulo derrotou o Botafogo por 3x0, pelo Campeonato Paulista.
    • 13 de junho de 1970 - sábado à tarde - amistoso - Morumbi - São Paulo 2 x Penarõl, do Uruguai, 0, com 1.216 pagantes.
    • 13 de junho de 1987 - sábado - Campeonato Paulista da Segunda Divisão de Profissionais - Estádio Nicolau Alayon - Nacional 1 x DERAC, de Itapetininga, 0.
    • 13 de junho de 1988 - segunda-feira à noite - Campeonato Paulista da Primeira Divisão - Pacaembu - Santos 0 x Botafogo 0, com 2.767 pagantes.
    • 14 de junho de 1972 - quarta-feira à tarde - Taça Independência - Estádio Couto Pereira, em Curitiba - Iugoslávia 10 x Venezuela 0.
    • 14 de junho de 1980 - sábado - Campeonato Paulista da Segunda Divisão de Profissionais - Estádio Nicolau Alayon - Nacional 3 x Jabaquara 0. Essas duas equipes haviam jogado, oficialmente, pela última vez no estádio do Nacional em 23 de setembro de 1967, também um sábado,com vitória nacionalina por 4x2 em jogo válido pela então Primeira Divisão de Profissionais.
    • 14 de junho de 1989 - quarta-feira à tarde - Campeonato Estadual do Rio de Janeiro - Laranjeiras -  Fluminense 2 x América 0, com 538 pagantes. Na partida do primeiro turno, realizada no Maracanã em 22 de abril de 1989, sábado à tarde, tinha havido empate por 2x2, partida presenciada por 829 pagantes.
    • 14 de junho de 2003 - sábado - Campeonato da Divisão "B" da Liga do Departamento de Mercedes, no Uruguai - Bristol 17 x Ferro Carril Oeste 0.

    E, agora, 15 de junho:

    • 15 de junho de 1924 - domingo - Campeonato Carioca da Liga Metropolitana de Desportos Terrestres, Série "B" - Metropolitano 2 x Progresso 0.
    • 15 de junho de 1930 - domingo - Campeonato Paulista - Chácara da Floresta - Germânia 6 x Ipiranga 5.
    • 15 de junho de 1941 - domingo - Campeonato Carioca - inauguração do Estádio Aniceto Moscoso, do Madureira - Madureira 4 x Fluminense 2, com 10.762 pagantes, tendo sido vendidas 180 cadeiras, 6.848 arquibancadas e 3.734 gerais.
    • 15 de junho de 1958 - domingo - Copa do Mundo - em Gotemburgo, Suécia - Brasil 2 x União Soviética 0, com 50.928 espectadores, o maior público registrado naquela competição.
    • 15 de junho de 1969 - domingo - Campeonato do Estado da Guanabara - Maracanã - Fluminense 3 x Flamengo 2, com 171.599 pagantes. Com esse resultado, o Fluminense sagrou-se campeão carioca daquele ano.
      Na mesma data, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1970, em San Salvador, El Salvador 3 x Honduras 0.
    • 15 de junho de 1971 - terça-feira à noite - Campeonato do Estado da Guanabara - Maracanã - Bangu 4 x Olaria 3, com 729 pagantes.
    • 15 de junho de 1982 - terça-feira - Copa do Mundo - em Elche, Espanha - Hungria 10 x El Salvador 1, com 19.750 espectadores. Até hoje, é a maior goleada ocorrida em jogos de Copas do Mundo, excluindo-se as partidas das Eliminatórias.
    • 15 de junho de 1991 - sábado - Campeonato Argentino da Segunda Divisão, "play-offs" - Almirante Brown 4 x Central Córdoba 6.
    • 15 de junho de 1999 - terça-feira - Campeonato Sueco da Quarta Divisão - Série "Smaland sydvastra" - Markaryd 9 x Lagan 1.
    • 15 de junho de 2004 - terça-feira - Campeonato Sueco da Sexta Divisão, Série "Orebro" - Soderaska 13 x Degerhamn 4.
    • 15 de junho de 2005 - quarta-feira à noite - Copa do Brasil - Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí - Paulista 2 x Fluminense 0, com arrecadação de R$ 131.750,00 e 14.573 pagantes.

    E por enquanto é só pessoal... esperamos que tenham curtido tantas curiosidades!

    Abraços

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 03h24
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Empate suado entre PSB e Jabuca no ABC

    Aupa!

    Domingo cedinho, ninguém que participou da turnê de sábado conseguiu ter forças para encarar a rodada do domingo de manhão. Mas eu não podia deixar de acompanhar um joguinho da segundona perto de casa, ainda mais sendo do Jabuca. Bom, para resumir, eu fui até São Bernardo no Estádio Primeiro de Maio, para assistir PSB São Bernardo x Jabaquara, pela segundona paulista. Vamos com as fotos oficiais da partida.

    PSB São Bernardo FE - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Emerson Ortunho.

    Jabaquara AC - Santos/SP. Foto: Emerson Ortunho.

    O árbitro Fábio de Jesus Volpato Mendes, os auxiliares Manoel de Andrade Filho e Giulliano Neri Colisse, o quarto árbitro Sérgio Ricardo de Oliveira e os capitães dos times. Foto: Emerson Ortunho.

    O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente, o Jabuca teve um domínio territorial, mas tinha muitas dificuldades para penetrar na defesa do PSB. A equipe da casa por sua vez se restringia a segurar as tentativas de ataque do Jabaquara. E o primeiro tempo transcorreu sem muita emoção, sendo que o maior lance de perigo foi uma bola na trave de Edgar. Com isso, o primeiro tempo terminou no 0 a 0 mesmo.

    Cruzamento na área do PSB no primeiro tempo de jogo. Foto: Emerson Ortunho.

    O Jabuca perdendo grande chance de abrir o marcador. Foto: Emerson Ortunho.

    No segundo tempo jogo teve outra tônica, o PSB veio decidido a conseguir a vitória e foi pra cima do Jabuca. E adotando um postara altamente defensiva, o Leão da Caneleira passou a sofrer com a pressão palestrina tanto que na base da insistência conseguiu abrir o placar com Cleidison.

    Falta que raspou a trave do PSB ainda na primeira etapa. Foto: Emerson Ortunho.

    Somente depois do gol, o Jabuca acordou, e contando com o recuo completo do PSB começou a lutar desesperadamente pelo empate. Apesar de ter pouco mais de cinco minutos para reagir, o Leão da Caneleira, acabou com uma ajudinha da sorte empata ao 45 minutos do segundo tempo, através de Willams. Em seguida O técnico do PSB invadiu o campo para reclamar e acabou expulso. Sem tempo para reação por partes das duas equipe o jogo acabou terminando na igualdade.

    Mais uma vez o Jabuca tenta fazer o seu gol no ABC. Foto: Emerson Ortunho.

    Final de jogo: PSB São Bernardo 1 x 1 Jabaquara. O PSB poderia ter ganho a partida, porém o abrupto recuo após o gol acabou dando chance ao Jabaquara reagir. Já o Leão conseguiu o empate no minuto final e pode-se dar por feliz, pois acabou fazendo um péssimo segundo tempo e a derrota não seria um absurdo.

    Depois foi voltar para casa e curtir um churrasco na casa dos amigos.

    Abraços!

    Emerson



    Escrito por Algum membro do JP às 18h38
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Empate mantém o Campinas na liderança do Grupo 4 da Segundona

    Olá,

    Continuando a cobertura do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no domingo pela manhã segui até a cidade de Campinas indo até o Cerecamp para acompanhar ao jogo Campinas FC x SE Itapirense que valeu pela décima rodada da primeira fase da competição. Partida importantíssima para efeito de classificação, pois envolvia duas equipes que lutam para conseguirem vagas na segunda fase, num grupo ainda totalmente indefinido, uma vez que os oito participantes ainda têm chances matemáticas de classificação.

    Em mais essa oportunidade, apresento os participantes da partida nas fotos INÉDITAS abaixo:

    Campinas FC - Campinas/ SP. Foto: Orlando Lacanna.

    SE Itapirense - Itapira/ SP. Foto: Orlando Lacanna.

    Quarteto de arbitragem comandado por Juliano Basalia Pereira, os assistentes Alex Alexandrino e Maria Núbia Ferreira Leite, além do quarto árbitro Rodrigo D'Alonso Ferreira com os dois capitães.

    A partida teve início bem movimentado, com o Campinas tomando iniciativa de ir para o campo de ataque, enquanto a Itapirense jogava mais plantada em seu campo de defesa, indo raramente ao ataque.

    Defesa da Itapirense cortando ataque do Campinas. Foto: Orlando Lacanna.

    Com total domínio territorial, os donos da casa chegaram ao gol inaugural aos 18 minutos por intermédio de Danilo que fez excelente jogada individual pela meia direita. Depois desse gol, a panorâmica da partida continuou a mesma, ou seja, o Campinas dominando e a Itapirense se defendendo.

    Lance da partida Campinas x Itapirense. Foto: Orlando Lacanna.

    Quando todos esperavam que a vantagem campineira fosse perdurar até o final da primeira etapa, eis que os visitantes, numa arrancada isolada conseguiram um pênalti cometido pelo goleiro Diego, depois de bobeada geral da defesa local. A cobrança foi efetuada por Ricardinho, com o goleiro Diego fazendo a defesa parcial e, no rebote finalmente o atacante conseguiu a marcação do gol, aos 42 minutos, decretando a igualdade no marcador em 1 a 1 que foi mantida até o final do primeiro tempo.

    Gol de empate da Itapirense. Foto: Orlando Lacanna.

    Durante o intervalo tive a oportunidade de conversar com os ex-jogadores Edmar e Careca, Presidente da Diretoria e Presidente do Conselho Deliberativo do Campinas sobre a campanha do time, jogadores que prometem e, é claro sobre o trabalho do JP. Um abraço a eles.

    Edmar e Careca posam para as lentes do JP. Foto: Orlando Lacanna.

    No segundo tempo, a "Águia" campineira continuou mandando no jogo, porém encontrava dificuldades para traduzir sua superioridade em gols, tanto que, somente aos 30 minutos conseguiu seu segundo gol marcado por intermédio de Géia de cabeça que aproveitou cruzamento vindo da direita, deixando sua torcida confiante na vitória. 

    Uma das poucas tentativas de ataque da Itapirense. Foto: Orlando Lacanna.

    Quando todos esperavam que o Campinas fosse sair vencedor, o "Coelho" de Itapira voltou a aprontar e conseguiu empatar aos 44 minutos com um gol marcado por Adalberto em lance muito contestado pelos anfitriões que alegaram que houve impedimento que na minha opinião não ocorreu. Ainda deu tempo do Campinas marcar outro gol, mas não foi validado pela arbitragem que marcou impedimento corretamente.

    Detalhe do segundo gol da Itapirense. Foto: Orlando Lacanna.

    Término de jogo com o placar de Campinas 2 - 2 Itapirense que manteve o time campineiro na liderança do Grupo 4 e deixou os itapirenses na zona de classificação na terceira posição. Apesar da liderança, o empate deixou "um gostinho amargo" junto aos torcedores locais, pois o Campinas dominou praticamente o jogo todo e acabou não conseguindo a vitória.

    Logo após o apito final retornei a São Paulo para aproveitar um belo almoço de domingo em família com muitas panquecas de carne e palmito além de um bom vinho. Haja "epatovis".

    Abraços,

    Orlando



    Escrito por Algum membro do JP às 14h32
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Empate em Bebedouro pela Segundona!

    Oi, pessoal !

    Prosseguindo minha viagem do feriado prolongado, no domingo de manhã bem cedo depois de um café reforçado parti para a cidade de Bebedouro. Pela primeira vez aqui no JOGOS PERDIDOS temos o prazer de mostrar um jogo em tão bela cidade. O jogo aconteceu no Estádio Sócrates Stamato, lá jogaram AA Internacional versus Batatais FC, em jogo válido pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão de profissionais, desta vez pelo Grupo 2.

    Fui bem recebido pelo pessoal local, e sem mais delongas já me preparei para as fotos dos times posados, junto com o quarteto de arbitragem:

    AA Internacional - Bebedouro/SP. Foto: Jurandyr Junior.

    Batatais FC - Batatais/SP. Foto: Jurandyr Junior.

    Quarteto de arbitragem do jogo: o árbtiro Paulo Roberto De Souza Junior, os auxiliares Dario Martins de França e Rui Gonçalves de Oliveira Junior e o quarto árbitro Jander André Bandeira. Foto: Jurandyr Junior.

    O jogo era importantíssimo para as equipes, principalmente para a equipe de Bebedouro que apesar de estar em terceiro lugar, era seguida de perto por outras três equipes. Ah, e vale ressaltar a presença da grande TUF - Torcida Uniformizada do Fantasma - animando o estádio.

     

    Sorteio de lado no começo do jogo e detalhe da faixa da TUF. Fotos: Jurandyr Junior.

    Bom, agora vamos ao jogo. Na primeira etapa da partida as duas equipes foram iguais e tiveram boas chances de gol, porém para a decepção das duas torcidas presentes o jogo não saiu do zero. Sem muitas emoções, passei mal no intervalo graças ao calor, e isso que estamos às portas do inverno.

    Lance do jogo entre Inter de Bebedouro e Batatais, com a parte numerada ao fundo. Foto: Jurandyr Junior.

    Disputa de bola no meio-de-campo. Foto: Jurandyr Junior.

    A segunda etapa foi totalmente diferente, com as equipes partindo para o ataque e consequentemente o jogo melhorou bastante. Logo aos 55 segundos depois de cruzamento da esquerda, o jogador Peterson de cabeça abre o placar para os visitantes. A equipe da casa não desanimou com o gol tomado e partiu para cima do adversário, e depois de bela jogada do jogador Tiago que penetrou pela esquerda do ataque e foi derrubado na área o arbitro apontou pênalti aos 5 minutos. O capitão da equipe de Bebedouro Cleiton bateu muito mal e chutou por cima do travessão, desperdiçando a chance do empate.

    Lance do pênalti perdido pelos donos da casa. Foto: Jurandyr Junior.

    Ataque perigoso dos donos da casa. Foto: Jurandyr Junior.

    Depois do pênalti perdido, o Lobo não se abateu e continuou tentando o gol de empate. Aos 38 minutos, o jogador Caio do Batatais cometeu uma falta e acabou levando o segundo cartão amarelo e por conseqüência foi expulso de campo.

    Mais um ataque da Inter de Bebedouro sem sucesso. Foto: Jurandyr Junior.

    Com um jogador a mais e precisando do resultado, o Lobo tentava o empate desesperadamente, até que aos 42 minutos, após cobrança de escanteio da direita Diogo de cabeça empata a partida. A Inter ainda tentava a vitória e aos 44 minutos, depois de um novo cruzamento na área do Batatais, a bola ia entrando porém para o azar da Inter Cleiton que perdera o pênalti, acabou desviando a bola que bateu na sua cabeça e saiu pela linha de fundo.

    Agora chance do Batatais no segundo tempo de jogo. Foto: Jurandyr Junior.

    Final de partida Inter de Bebedouro 1-1 Batatais. Bom para o Batatais que segue na liderança e muito ruim para o Lobo que caiu para a quarta colocação ao lado do Penapolense. Espero que venham mais feriados como este e eu possa fazer mais posts destes jogos que são sensacionais.

    Um abraço.

    Jurandyr Junior



    Escrito por Algum membro do JP às 14h16
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Rádio JP: Programa #6

    Fala povo!

    Já uma tradição na internet brasileira, hoje é mais uma segunda-feira e é dia do PROGRAMA JOGOS PERDIDOS na sua Rádio JP. Hoje gravamos o programa número 6 da nossa epopéia radiofônica, ainda com a presença do trio Emerson-Fernando-David. Essa semana estreamos uma trilha incidental do The Jenniffers como fundo para as nossas discussões ao vivo. Escrevam se gostaram ou não, ok? Mais uma vez agradecemos a colaboração do Serginho, nosso produtor.

     

    Momentos do David - assustado - com seus geniais desenhos! Fotos: Fernando Martinez.

    David, Emerson e Fernando numa pose "Paul is Dead" nos Abbey Road Studios. Foto: Serginho.

    E para quem nunca acessou a Rádio JP, vale o toque de como fazer para ouvir o programa: para quem tem banda larga é só clicar no microfone e sair ouvindo, agora para quem tem internet discada, o melhor é clicar com o botão direito do "mouse" e depois clicar "salvar destino como", ou seja, primeiro você baixa o programa inteiro no seu computador e depois ouve. Você pode ainda depois de baixar, ouvir o programa no seu Mp3 Player, ou Ipod.

        

    PARTE 1            PARTE 2

    CLIQUE NOS MICROFONES PARA OUVIR!

    E amanhã tem a estréia oficial mundial do nosso programa na ClicTV, às 11 da manhã com mais detalhes pitorescos e muita conversa sobre os campeonatos por aí! Uma mesa-redonda diferente e que está sendo sucesso por aí. Esperamos a audiência de todos! Quem puder, é só dar uma passadinha por lá www.clictv.com.br .

    Abraços!

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 21h43
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Grande vitória do Velo Clube!

    Fala pessoal!

    Continuando com os posts do sábado, depois do jogo em Taboão da Serra a equipe JP (Fernando, Emerson, David e o seu Natal) disponível seguiria até a cidade de Atibaia. Mas alguns desvios na BR-116 nos fizeram desistir, já que o horário ficaria apertadíssimo. Qual então a opção "B"? Bom, seguir até a cidade de Rio Claro para acompanhar o jogão entre Velo Clube e Palmeirinha, válido pelo Grupo 3 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

    É, mas o detalhe é de que o jogo seria às 19 horas, então o que a gente poderia fazer nesse enorme tempo livre? Fizemos então uma visita à cidade de Cosmópolis, mais precisamente na Usina Ester, aonde jogava o União Esportiva Funilense. Descobrimos muitas coisas legais por lá e uma surpresa nos esperava. Mais dessa visita no próximo "Volta ao Passado" a ser publicado por aqui!

    Graças à essa visita, chegamos na cidade de Rio Claro com o tempo não muito folgado para curtir o jogão. Entramos então no Estádio Benito Agnelo Castellano para as famosas fotos dos times posados.

    AE Velo Clube Rioclarense - Rio Claro/SP. Foto: Fernando Martinez.

    SE Palmeirinha - Porto Ferreira/SP. Foto: Fernando Martinez.

    Quarteto de arbitragem com o árbitro Marco Antônio de Oliveira Sá, os auxiliares Luiz Henrique da Silva e Peterson Rodrigues e o quarto árbitro Válter Mora, junto com os capitães dos times posando para o JOGOS PERDIDOS. Foto: Fernando Martinez.

    O jogo reuniu o segundo e terceiro colocados do grupo, com ótimas campanhas (sete vitórias e duas derrotas) e promessa de grande partida. E realmente vimos um jogaço na cidade de Rio Claro, jogo que teve a presença do Fernando Corrêa, da minha amiga dos tempos de Bauru, Paula e toda sua família e do sempre presente vendedor de amendoins Édson Gaguinho.

    O Palmeirinha começou o jogo tentando surpreender o Velo Clube.  Com alguns escanteios em sequência. Mas logo o Velo tratou de dar um jeito na casa e equilibrou as forças. E aos 12 minutos foi premiado com um pênalti - que foi bastante contestado pelos jogadores do Pameirinha - e a expulsão de um zagueiro do time verde. Na cobrança, Alberto fez o primeiro.

    Detalhe do gol do Velo Clube, abrindo o placar para o time da casa. Foto: Fernando Martinez.

    Depois do gol o time velista tomou conta do jogo e levou bastante perigo à meta do time de Porto Ferreira. Bolas na travem chutes raspando a trave e tudo mais. Por poucas vezes o Palmeirinha foi ao ataque, e mesmo assim também levava a torcida velista à loucura.

    Escanteio para o Palmeirinha no primeiro tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

    Falta para o Velo na lateral de campo. Foto: Fernando Martinez.

    E o jogo foi para o intervalo com a vantagem mínima dos mandantes. Nesse intervelo muitas pessoas vieram nos cumprimentar, muito por causa da nossa cobertura sempre especial por aqui. Fica aqui um abraço à todo o pessoal que veio falar conosco! Não esperávamos uma recepção dessas...

    Voltando para o segundo tempo, o jogo ficou bastante disputado e vimos uma partida de altíssimo nível em Rio Claro. O Velo continuou mandando no jogo e perdendo chances incríveis de ampliar o placar e deixar sua torcida mais tranquila.

    Falta para o Velo ainda no primeiro tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

    O Palmeirinha quase não chegou ao gol defendido pelo arqueiro Wanderson, deixando o Velo com um grande número de oportunidades de gol. Mas a torcida do Velo ficou bastante irritada com o grande número de chances perdidas. Mas nada que atrapalhasse a festa pela provável vitória.

    Visão geral do Benito Castellano no jogo entre Velo e Palmeirinha. Foto: Fernando Martinez.

    Falta para o Palmeirinha, em um raro ataque do time no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

    E no final o resultado foi justo, Velo Clube 1-0 Palmeirinha. O resultado leva o time velista aos 24 pontos e praticamente classificado à Segunda Fase. Mesmo perdendo, o Palmeirinha também deve se classificar nesse grupo. Depois do jogo ainda fomos tentar buscar algum lugar bom para comer, coisa que nos tomou bastante tempo e mesmo assim sem alcançarmos o objetivo.

    Todo mundo conhecido que estava lá curtindo o jogo do Velo com o JP. Foto: Édson Gaguinho.

    Então depois voltamos para São Paulo felizes com a recepção do pessoal do Velo Clube, muito simpáticos conosco, e também felizes por termos conseguido ver um jogo por lá.

    Até mais

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 18h09
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    JP em Rancharia pela Segundona!

    Oi, pessoal!!!

    Neste feriado prolongado, pude fazer uma pequena viagem até a minha querida Novo Horizonte, e lógico assistir alguns jogos. No sábado fui até a cidade de Rancharia, aonde acompanhei uma partida do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. E visitando o Estádio Francisco Franco - que nunca tinha aparecido aqui no JOGOS PERDIDOS - acompanhei o jogo entre AA Ranchariense e Presidente Prudente FC, válidos pelo Grupo 1 da competição.

    Fachada do Estádio Francisco Franco, em Rancharia. Foto: Jurandyr Junior.

    Além de conhecer um novo estadio, a minha lista de times também andou, pois ainda não tinha visto o Presidente Prudente. Time que a maioria do pessoal do JP ainda não viu. E mais uma vez vamos com as tradicionais fotos dos times posados.

    AA Ranchariense - Rancharia/SP. Foto: Jurandyr Junior.

    Presidente Prudente FC - Presidente Prudente/SP. Foto: Jurandyr Junior.

    O árbitro Márcio de Góes, os auxiliares Dante Mesquita Jr e Marcelo de Sant'Anna e o quarto árbitro Paulo Roberto Maffei posam para o JP com os capitães dos times. Foto: Jurandyr Junior.

    E depois da execução do Hino Nacional deu-se inicio a partida, que foi disputada para um belo público presente no estádio e que incentivou os donos da casa o tempo todo. O primeiro tempo foi todo do time da casa, com destaque para o atacante Wandercy que criou inúmeras chances de gol, porém o placar não saiu do zero.

    Ataque da Ranchariense no primeiro tempo de jogo. Foto: Jurandyr Junior.

    Detalhe do jogo entre Ranchariense e Presidente Prudente. Foto: Jurandyr Junior.

    No intervalo da partida pude saborear um delicioso churro que segundo os locais no inverno cai bem melhor, pois está quentinho. O único problema é que a temperatura neste inverno estava aproximadamente 30° em Rancharia.

    Carrinho de ótimos churos em Rancharia... valeu o selo JP de qualidade! Foto: Jurandyr Junior.

    Já no início do segundo tempo o panorama da partida não mudou muito, com o time da casa forçando mais no ataque, porém devido ao forte calor o rítmo da partida caiu bastante. Na segunda metade da etapa final a equipe de Presidente Prudente que precisava vencer de qualquer maneira melhorou um pouco e perdeu algumas boas chances de abrir o marcador.

    Mais um lance disputado na partida. Foto: Jurandyr Junior.

    O jogo continuou bastante equilibrado porém aos 30 minutos depois de jogada individual de Kastor que entrou no lugar de Cafú e foi derrubado na área o arbito marcou penalti para a Rachariense. O jogador Jeferson bateu bem o pênalti e fez aos 31 minutos 1 a 0. Depois do pênalti só deu Racharinese que ainda perdeu várias chances. A equipe de Prudente ainda perdeu o zagueiro Beto, que fez falta violenta em Wandercy aos 37 minutos e foi expulso.

    Escanteio perigoso para os donos da casa! Foto: Jurandyr Junior.

    Final de jogo Ranchariense 1-0 Presidente Prudente. Com este resultado que foi justo a equipe da Rachariense praticamente assegurou a classificação para a próxima fase, já a equipe do Presidente Prudente ficou fora da próxima fase. E eu segui para mais um jogo no domingo... fiquem ligados!

    Abraços

    Jurandyr Junior



    Escrito por Algum membro do JP às 15h35
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Mais uma ótima vitória do CATS!

    Opa,

    Mais um final-de-semana corrido do JOGOS PERDIDOS e mais uma vez teremos jogos fantásticos por aqui. O sábado começou cedo, com parte do blog seguindo até a cidade de Taboão da Serra para mais um jogo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Junto com a equipe da Rede TV!, vimos um jogo importante pelo campeonato: CA Taboão da Serra x Barcelona EC, no Estádio Vereador José Feres.

    Além do que vos escreve, Orlando, Victor, Emerson, David e seu Natal completaram a equipe JP até a cidade de Taboão da Serra. Chegamos lá e fomos recebidos com a simpatia e gentileza de sempre tanto pelo pessoal do clube da casa quanto pelo pessoal do Barça paulistano. Mas antes de mais nada vamos com as fotos tradicionais dos times posados:

    CA Taboão da Serra - Taboão da Serra/SP. Foto: Fernando Martinez.

    Barcelona ECL - São Paulo/SP (mas mandando seus jogos na cidade de Ibiúna). Foto: Fernando Martinez.

    O árbitro Christian Oliveira, os auxiliares Ana Paula de Oliveira e Reinaldo dos Santos, a quarta árbitra Edilar Ferreira posam para o JP junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

    Nesse jogo tivemos a presença de 517 equipes de TV de outras emissoras, mas só por causa da presença da auxiliar Ana Paula de Oliveira (quero ver esse monte de equipe no próximo jogo do CATS em casa). Fica registrada aqui a simpatia e gentileza da Ana Paula com todos no local e em especial com a equipe do blog. Sempre solícita, deu uma entrevista exclusiva para o JOGOS PERDIDOS que será veiculada no nosso programa de rádio dessa semana. Fiquem ligados!

    Bom, agora falando do jogo, o Taboão vinha de quatro vitórias consecutivas e mesmo tendo perdido seis pontos na classificação, buscava entrar no G-4 ao final da rodada. Já ao Barcelona restava ganhar e torcer contra os times de pontuação próxima para chegar mais perto da zona classificatória. Mas logo no começo ficou claro que o Taboão tinha mais time e levaria mais perigo ao gol adversário.

    Escanteio para o Barcelona que a zaga do CATS afastou o perigo. Foto: Fernando Martinez.

    Com a motivação lá no alto, o time da casa criou várias chances para abrir o placar nos primeiros minutos, restando ao Barcelona apenas uma chance valiosa aos 14 minutos, em falta bem cobrada por Tiago. Mas só aos 27 minutos os donos da casa chegaram ao primeiro gol, com o jogador Butrago completando precisamente um cruzamento pela direita.

    Detalhe do primeiro gol dos donos da casa, num belo lance do seu ataque. Foto: Victor Minhoto.

    O time da casa continuou em cima do time paulistano, mas só chegou ao segundo gol aos 43 minutos. E foi um daqueles gols que ficamos felizes por presenciar. Depois de lançamento longo na área, a defesa do Barça pediu impedimento, e a bola sobrou para o camisa 10 Nando. Ele, com uma categoria incrível, eu um chapéu no goleiro Aranha e só teve o trabalho de empurrar a bola para as redes. Golaço!

    Momento em que o jogador Nando dava um genial chapéu no goleiro Aranha... Golaço! Foto: Victor Minhoto.

    O zagueiro Leandro sobe mais alto e marca o terceiro do CATS, ainda no primeiro tempo. Foto: Victor Minhoto.

    E o time da casa ainda fez o terceiro no primeiro tempo, aos 46 minutos, em boa cabeça do zagueiro e capitão Leandro. Jogo no intervalo e uma folgada vantagem para o Taboão, 3 a 0. No intervalo fomos curtir a presença da grande mascote do CATS, o pastor-alemão Gaúcho. Muito provavelmente a única mascote viva de times brasileiros.

    O segundo tempo então começou com o Taboão tentando administrar a vitória e o Barcelona tentando o milagre. Mas com os contra-ataques para si, os mandantes levaram mais perigo. Inclusive num incrível gol perdido por Araújo aos 23 minutos, cara-a-cara com o goleiro Aranha.

    Jogada de ataque do Taboão da Serra no segundo tempo da partida. Foto: Fernando Martinez.

    E o Barcelona, de tanto insistir, chegou ao seu gol. Aos 25 minutos em cobrança de pênalti o jogador Alex converteu para os visitantes. Mas depois do gol o jogo ficou bem quente, resultando em três expulsões para o time grená de São Paulo. Com três a menos, a sua tarefa ficava complicada.

    Lance de ataque do Taboão da Serra no segundo tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

    Final de jogo: Taboão da Serra 3-1 Barcelona. Ótimo resultado para o CATS, que soma sua quinta vitória seguida e entra na zona de classificação para a próxima fase. Se o time não tivesse perdido os pontos, hoje seria o vice-líder do grupo, até mesmo na frente do Jabaquara. Já a situação do Barça vai se complicando à cada rodada, e a classificação vai ficando mais difícil.

    Depois do jogo, conversamos com o seu Natal e parte da equipe seguiria para mais uma partida da Segundona. Mas muitas reviravoltas no caminho nos fizeram seguir para um rumo diferente no final do dia.

    Até lá

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 23h05
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Efemérides Futebolísticas - 8 de Junho

    Opa,

    Mesmo com um feriado prolongado para alguns membros do JOGOS PERDIDOS, hoje é sexta-feira, dia de mais geniais EFEMÉRIDES FUTEBOLÍSTICAS. Sempre fornecidas pelo Denis Haddad, hoje contam fatos de 7, 8 e 9 de junho. Vamos agora com eventos futebolísticos de 7 e 9 de junho:

    • 7 de junho de 1942 - domingo - Campeonato Paulista - Vila Belmiro - Santos 10 x Comercial, da Capital,l 2, tendo o Comercial aberto a contagem.
      Na mesma data, pelo Campeonato Argentino da Primeira Divisão, Boca Juniors 11 x Tigre 1.
    • 7 de junho de 1953 - domingo - Campeonato Austríaco da Primeira Divisão - Rapid 12 x FAC 4.
    • 7 de junho de 1959 - domingo - Campeonato Paulista da Primeira Divisão - Estádio Artur Simões, em Jau - XV de Novembro 1 x Nacional 3. Ao final do campeonato, ambas as equipes seriam rebaixadas.
    • 7 de junho de 1964 - domingo - Taça das Nações - Maracanã - Brasil 4 x Portugal 1. Com a participação de Brasil, Portugal, Argentina e Inglaterra, o Brasil sagrou-se campeão dessa competição organizada para comemorar o cinquentenário da Confederação Brasileira de Desportos, fundada em 08.06.1914.
    • 9 de junho de 1943 - quarta-feira à noite - amistoso - Pacaembu - Portuguesa de Desportos 2 x São Cristóvão 7.
    • 9 de junho de 1945 - sábado à noite - Torneio Municipal do Distrito Federal  - Laranjeiras - América 0 x Canto do Rio 2.
    • 9 de junho de 1973 - sábado - Campeonato Argentino da Segunda Divisão - Talleres 5 x Quilmes 4.
    • 9 de junho de 2006 - sexta-feira à noite - Campeonato Paulista da Segunda Divisão - Estádio Eduardo Farah, em Presidente Prudente - Oeste Paulista 3 x Penapolense 1, com arrecadação de R$ 537,50 e 126 pagantes, tendo sido devolvidos 1.224 ingressos.

    E, agora, 8 de junho:

    • 8 de junho de 1913 - domingo - amistoso em Estocolmo - Suécia 9 x Noruega 0.
    • 8 de junho de 1924 - domingo - Campeonato Paulista - campo do Corinthians, na Ponte Grande - Corinthians 6 x Santos 1.
    • 8 de junho de 1930 - domingo - Campeonato Paulista - em Campinas - Guarani 10 x Ipiranga 1.
    • 8 de junho de 1947 - domingo - Campeonato Profissional do Interior - em Limeira - Internacional 10 x Palmeiras, de São João da Boa Vista, 2. Nesse primeiro campeonato profissional do interior não houve acesso, o que passou a ocorrer a partir de 1948.
    • 8 de junho de 1958 - domingo - Copa do Mundo - em Norkoping - França 7 x Paraguai 3, com 16.518 espectadores.
    • 8 de junho de 1963 - sábado - Campeonato Argentino da Segunda Divisão - Tigre 2 x Deportivo Espanõl 1.
    • 8 de junho de 1974 - sábado à tarde - Campeonato Brasileiro - São Januário - América-RJ 2 x Olaria 0, com 1.944 pagantes.
    • 8 de junho de 1980 - domingo - Campeonato Pernambucano - Ilha do Retiro - Santo Amaro 0 x Ferroviário 0, com 16 pagantes.
    • 8 de junho de 1988 - quarta-feira - Campeonato Pernambucano - Estádio dos Aflitos - Náutico 2 x Paulistano, de Paulista, 1, com 413 pagantes.
    • 8 de junho de 1994 - quarta-feira - amistoso em San Diego, Califórnia, EUA - Brasil 8 x Honduras 2, com 21.232 espectadores.
    • 8 de junho de 2002 - sábado - Campeonato Paulista da Série B-3 - Águas de Lindóia 1 x Ginásio Pinhalense 1.
    • 8 de junho de 2003 - domingo pela manhã - Copa F.P.F. - Parque Antartica - Palmeiras-B 1 x São Paulo-B 0, com 331 pagantes.

    Por enquanto é só. Nesse final-de-semana teremos cobertura especial da Segundona Paulista.

    Até lá

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 13h12
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Arbitral da Segundona Mineira

    Olá pessoal,

    Na tarde desta quarta-feira, na sede da Federação Mineira de Futebol, em Belo Horizonte, foi realizado o Conselho Arbitral do Campeonato Mineiro da 2ª Divisão. Infelizmente por motivos profissionais não pude estar presente, mas nosso amigo Riveli, da Assessoria de Imprensa, nos passou todos os detalhes.

    Nesta reunião compareceram representantes de 27 equipes que pretendem disputar o campeonato, mas como algumas possuem pendências financeiras com a própria Federação ou com o TJD, foi estabelecida a data de 13/06 como prazo final para as regularizações. Assim, no dia 14/06 o Departamento Técnico promete divulgar as equipes que participarão do campeonato e as respectivas chaves.

    Ficou decidido que a 1ª fase terá início em 19/08 com grupos regionalizados e jogos em turno e returno dentro da própria chave. Agora segue a relação das 27 equipes que pretendem disputar o campeonato:

    Passense, Esportivo (Passos), Guaxupé, Paraisense (São Sebastião do Paraíso), Nacional (Uberaba), Fluminense (Araguari), Araxá, Ituiutabana (Ituiutaba), Varginha, Sul Minas (Pouso Alegre), Sul Mineiro (Pouso Alegre), Guarani (Pouso Alegre), Santarritense (Santa Rita do Sapucaí), Fabril (Lavras), Figueirense (São João del Rei), Tupynambás (Juiz de Fora), Ideal (Ipatinga), Monlevade, América (Teófilo Otoni), Arsenal (Sabará), Siderúrgica (Sabará), União Luziense (Santa Luzia), Itaúna, Venda Nova (Belo Horizonte), Funorte (Montes Claros), Betim e Minas (Boa Esperança).

    Cabe aqui ressaltar alguns destaques, sendo eles a possível volta de equipes tradicionais como Siderúrgica (que já foi até campeã mineira), Guaxupé, Paraisense e Ituiutabana. Também vale destacar a boa presença de clubes do Sul do Estado, o que facilita a vida dos integrantes do JP, como Guarani, Sul Minas, Sul Mineiro, Santarritense e Varginha e, por fim, a estréia de equipes como Betim e Funorte.

    Agora resta aguardar ansiosamente a confirmação das chaves e a divulgação da tabela para iniciar o planejamento dos jogos que terão a cobertura do JP.

    Até a próxima,

    Victor



    Escrito por Algum membro do JP às 18h15
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    JP num grande amistoso na Fonte Nova, em Salvador!

    Olá, amigos!

    Aqui estou eu, novamente em terras nordestinas, desta vez me despedindo em definitivo de minhas férias, acompanhando um fantástico amistoso interestadual. A partida foi disputada entre o EC Bahia e o CS Sergipe, e teve lugar no Estádio Octávio Mangabeira, mais conhecido como Fonte Nova, em Salvador. O estádio é muito bem localizado, e fica próximo ao Pelourinho, bairro histórico e Patrimônio Mundial.

     

    A bela Salvador, vista do alto, e um detalhe do Pelourinho (Terreiro de Jesus). Fotos: Estevan Mazzuia.

    Chegando no estádio, descobri que um perdidíssimo jogo estava em seu final: Bahia vs. Galícia, de juniores. Uma pena não ter tomado conhecimento desse jogo a tempo. Ficam as fotos para registrar o fato.

    Detalhe da preliminar entre EC Bahia e EC Galícia de juniores. Foto: Estevan Mazzuia.

    Visão geral da Fonte Nova no jogo preliminar. Foto: Estevan Mazzuia.

    Apesar de estar se preparando para disputar a série C, o Bahia teve muitas dificuldades contra os visitantes, que nem sequer para as semi-finais da Copa Governador do Estado de Sergipe se classificaram.

    Bom público para um amistoso, coisa que não acontece mais em terras paulistas. Foto: Estevan Mazzuia.

    Nos dez primeiros minutos, o Sergipe teve duas chances claras de abrir o marcador, aos 4 minutos com um chute no ângulo esquerdo do arqueiro baiano, e aos 8, quando o zagueiro tricolor salvou de cabeça, em cima da linha, o gol sergipano.

    Raro ataque baiano na partida. Foto: Estevan Mazzuia.

    Aos 13 minutos, o Bahia teve seu melhor momento em toda a partida: após uma sequência de escanteios, a bola sobra para os baianos. Em uma bobeira sergipana, o camisa 11 invade a área e cruza para o arremate certeiro de Nonato. O goleiro ainda encosta na bola, que morreu mansa no fundo das redes.

    Sergipe atacou com muito perigo. Foto: Estevan Mazzuia.

    Aos 26 minutos, o camisa 10 baiano, Rafael Bastos, foi expulso, o que traria enormes complicações aos anfitriões no decorrer da peleja. O Sergipe continuou melhor, o Bahia ensaiou algumas tentativas no final da primeira etapa, mas levou mesmo a vantagem pelo placar mínimo para os vestiários.

    Lance do primeiro tempo. Foto: Estevan Mazzuia.

    O Sergipe voltou insandecido para o segundo tempo, e logo no primeiro minuto chegou duas vezes com perigo ao gol tricolor. Aos 11 minutos, finalmente saiu o merecido gol de empate: após cruzamento da direita, o atacante Jorginho cabeceou e o zagueiro tirou de dentro do gol. A comemoração vem somente após a confirmação do auxiliar.

    Bahia tenta marcar o gol da vitória.... Foto: Estevan Mazzuia.

    ...e deixa a defesa muito vulnerável aos contra ataques. Foto: Estevan Mazzuia.

    Daí pra frente, o que se viu foi um jogo muito morno, deixando claro que a equipe baiana é frágil na defesa e pouco criativa no meio. Com o resultado de Bahia 1-1 Sergipe, a equipe alvirubra se fortalece para encarar o segundo turno do torneio que definirá um representante de Sergipe na próxima Copa do Brasil. Já o Bahia, tem que mostrar muito mais futebol para ao menos repetir a campanha do ano passado na série C.

    Até a próxima!

    Estevan



    Escrito por Algum membro do JP às 21h06
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Vitória suada do Lemense em casa pela Segundona

    Olá,

    Depois da minha aventura subaquática no sábado em Capivari, em razão das fortes chuvas, ainda tive pique para no domingo seguir até a cidade de Leme indo ao Estádio Bruno Lazzarini para conferir ao jogão CA Lemense x Radium FC que valeu pela nona rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

    Ao chegar ao meu destino tive a oportunidade de rever amigos da imprensa local que acompanham os nossos trabalhos. Além disso, tive a satisfação de ser reconhecido por vários atletas da categoria Sub-20 do Lemense que participaram da decisão da competição do ano passado contra o Campinas, cuja partida foi gravada para o nosso quadro no programa Bola na Rede da Rede TV. Disseram que curtiram muito o programa e até hoje, vira e mexe, voltam a assistir a gravação. Um abração a todos.

    Como já se tornou um hábito, apresento os participantes da partida nas fotos INÉDITAS abaixo:

    CA Lemense - Leme/SP. Foto: Orlando Lacanna

    Radium FC - Mococa/SP. Foto: Orlando Lacanna.

    Quarteto de arbitragem comandado por Luiz Flávio de Oliveira, seus assistentes Edvânio Ferreira Duarte e Luciano Cesário, além do quarto árbitro Alberto Jorge Nogueira Júnior, acompanhados pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

    A partida começou muito equilibrada, com o Radium dando demonstração que iria dar trabalho ao Lemense, mesmo jogando fora dos seus domínios. O time da casa tinha dificuldades em penetrar no sistema defensivo do time de Mococa e, com isso pouco criou em termos ofensivos, embora tenha tido maior domínio territorial.

    Tentativa de ataque pela direita do Lemense. Foto: Orlando Lacanna.

    Os visitantes de vez em quando criavam algumas jogadas de perigo para a defesa do Lemense, deixando a torcida local apreensiva. Foi uma primeira etapa disputadíssima e que acabou empatada sem gols.

    Outra tentativa de ataque do Lemense, agora pelo alto. Foto: Orlando Lacanna.

    Para o segundo tempo, o técnico da casa, Edson "Abobrão" (ex-lateral direito da Ponte Preta, Corinthians, Seleção Brasileira, etc) promoveu uma alteração no seu ataque, colocando o avante Viola (não é aquele que jogou no Corinthians) visando aumentar o poderio ofensivo do seu time e a tentativa logo surtiu efeito, pois aos 2 minutos, o artilheiro Reinaldo inaugurou o placar a favor da "Onça Azul", aproveitando cruzamento vindo da esquerda em cobrança de escanteio que a defesa do "Periquito da Mogiana" não conseguiu cortar.

    Cobrança de escanteio que originou o único gol do Lemense. Foto: Orlando Lacanna.

    Depois desse gol o time da casa se agigantou em campo e passou a dominar a partida, criando outras chances que não foram aproveitadas. Por volta dos 20 minutos, o bom atacante Reinaldo, autor do gol, foi substituído e daí em diante o Lemense caiu de produção, deixando novamente o jogo equilibrado até por volta dos 35 minutos quando o Radium teve um atleta expulso. Com um homem a mais o time azul voltou a tomar conta da partida.

    Outro lance de ataque do Lemense. Foto: Orlando Lacanna.

    Mais uma tentativa de ataque do Lemense. Foto: Orlando Lacanna.

    Fim de espetáculo com o resultado de Lemense 1 - 0 Radium que manteve os donos da casa na liderança do Grupo 3, aumentando a confiança de que passarão tranqüilamente para a fase seguinte. Mesmo com a derrota, o Radium continuou na zona de classificação deixando uma boa impressão e enchendo de esperanças seus dirigentes e torcedores quanto a classificação à segunda fase.

    Tão logo houve o encerramento da partida, voltei rapidinho para São Paulo para curtir uma feijoada com vinho quente (isso combina?) e descansar um pouco e planejar o próximo final de semana futebolístico.

    Abraços,

    Orlando



    Escrito por Algum membro do JP às 19h36
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Jabuca goleia pela segundona

    Aupa!

    Domingo cedinho, ainda com o clima de São Paulo instável, eu e o David seguimos para Santos, mas não para assistir o clássico entre Santos e Corinthians, mas sim para ver um grande jogo pela segundona paulista: Jabaquara x Elosport, que foi disputado no Estádio Ulrico Mursa. E vamos primeiro com as fotos oficiais da partida.

    Jabaquara A.C. - Santos / SP. Foto: Emerson Ortunho.

    Elosport C.B. - Capão Bonito / SP. Foto: Emerson Ortunho.

    Quarteto de arbitragem com os capitães das equipes. Foto: Emerson Ortunho.

    O jogo começou até que equilibrado e seguiu assim pelo menos nos 10 minutos iniciais. Depois disso, a equipe do Jabaquara foi ganhando corpo, até que aos 17 minutos, Edgar recebeu um lançamento e ajeitou de cabeça para Dedé chutar da entrada da área e marcar o primeiro gol do Jabaquara.

    Zagueiro do Elosport tenta sair jogando no primeiro tempo da partida. Foto: Emerson Ortunho.

    Edgar chuta para boa defesa do goleiro Everton. Foto: Emerson Ortunho.

    Depois do gol o Jabaquara foi com mais força para cima da equipe de Capão Bonito e criando boas jogadas conseguiu chegar ao segundo gol num ótimo lance do avante Edgar. O artilheiro recebeu a bola na entrada da área, limpou o zagueiro e bateu cruzado no canto direito do goleiro Everton. O jogo continuou bom, mas até o final da primeira etapa não houve mais alterações no placar.

    O segundo tempo começou e logo de cara a equipe do Elosport teve o seu capitão expulso por entrada violenta. Com isso, novamente a equipe praiana impos seu ritmo e jogando um futebol bonito, chegou fácil ao terceiro gol em uma bela jogada pela esquerda do camisa 10 Bruno Agnello, que limpou os zagueiros e cruzou para o oportunista Edgar só completar para as redes.

    O zagueiro Alex Silva tenta marcar de cabeça para o Jabaquara. Foto: Emerson Ortunho.

    O Leão da Caneleira continuou atuando bem e chegou ao quarto gol após uma cobrança de escanteio, em que o atacante Edgar cabeceou de longe e o goleiro do Elosport acabou falhando e deixando a bola passar por entre os seus braços.

    Lance do quarto gol do Jabuca feito por Edgar que na foto está encoberto pelo goleiro. Foto: Emerson Ortunho.

    Depois do quarto gol sofrido a equipe visitante esboçou uma boa reação e chegou várias vezes a meta jabaquarense e num desses ataques, o gol de honra acabou saindo. Numa jogada confusa, cheia de bate e rebate, a bola sobrou para Douglas que tinha acabado de entrar mandar para as redes encobrindo o goleiro Rodrigo. A equipe visitante continuou jogando bem, mas o goleiro e boa defesa do Jabaquara mantiveram o resultado até o final da partida.

    Homenagem da nação jabaquarense aos heróis do grande clássico Santos 4 x 6 Jabaquara. Foto: Emerson Ortunho.

    Final de jogo: Jabaquara 4 x 1 Elosport. A equipe rubro-amarela devolveu o placar do primeiro turno, quando a equipe de Capão Bonito tinha vencido o Jabaquara. E o Jabuca vai se solidificando com uma das boas equipes do campeonato. Já o Elosport tem uma equipe razoável que se não perder pontos em casa terá grandes chances de passar para a próxima fase.

    Depois, eu e o grande David voltamos para São Paulo com direito a uma breve passagem pelo magnífico Porto de Santos.

    Abraços!

    Emerson



    Escrito por Algum membro do JP às 17h51
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Ótima vitória do Guarulhos pela Segundona!

    Fala pessoal!

    Na manhã desse domingo estive presente em mais um joguinho do genial Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Mesmo com o frio e o sono, segui até a cidade de Guarulhos com uma providencial carona do seu Natal para vermos o jogo entre Guarulhos e Força. Jogo que prometia bastante graças à clara recuperação do time do Guarulhos no campeonato, e que mediria forças contra o vice-líder do grupo, mesmo com o time laranja não vencendo as últimas três partidas. Chegamos lá e como sempre fomos bem recebidos pelo pessoal. E mais uma vez seguem as tradicionalíssimas fotos dos times posados:

    AD Guarulhos - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez.

    Força EC - São Paulo/SP (mas mandando seus jogos em Caieiras). Foto: Fernando Martinez.

    O árbitro Eleandro Pedro da Silva, os auxiliares Marcos Alves e Giulliano Colisse, e os capitães Mauá (do Força) e Adriano (do Guarulhos) posam para as lentes do JOGOS PERDIDOS. Foto: Fernando Martinez.

    E postados nas cabines de imprensa do Estádio Antônio Soares de Oliveira, vimos um jogo bastante movimentado e que durante todo o primeiro tempo teve o domínio territorial do time paulistano. O Força jogava em cima da defesa do time guarulhense e criava boas chances para abrir o placar. A primeira grande chance aconteceu aos 16 minutos, quando o jogador Diego recebeu na área, cortou o zagueiro e chutou para ótima defesa do goleiro Leandro.

    O camisa 10 Diego chuta para grande defesa do arqueiro Leandro, aos 16 minutos do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

    Mas na primeira chance do time azul, a equipe acabou abrindo o placar. Aos 22 minutos, o jogador Claudecir sofreu pênalti. Na cobrança o jogador Lucas Nascimento deu a famosa paradinha e marcou o primeiro gol para os donos da casa. É... quem não faz toma...

    Com paradinha e tudo, o jogador Lucas Nascimento abre o placar para o Guarulhos. Foto: Fernando Martinez.

    Depois de ter sofrido o gol, o Força se lançou de vez ao ataque e obrigou o goleiro Leandro a praticar ótimas defesas. Os atacantes do Força perderam quatro chances mais do que claras para empatar e quem sabe até virar o jogo em Guarulhos. As duas primeiras chances aos 36 minutos e s outras duas em lances à queima-roupa aos 44 minutos. E com esses milagres, o jogo foi para o intervalo com a vantagem mínima para o onze guarulhense.

    Mais uma tentativa do Força empatar o jogo no primeiro tempo. Foto: seu Natal.

    No intervalo fomos conferir as maravilhosas coxinhas e lanches do bar do Estádio. O seu Natal mandou brasa numa coxinha oleosa e eu consumi dois queijos-quentes muito bem preparados. De novo, o bar de lá ganha o selo JP de qualidade. Tudo bem que o seu Natal está com o gosto da coxinha até agora, mas faz parte...

    Bom, e na volta do segundo tempo o Força continuou sua tentativa desesperada em empatar o jogo. Mas o intervalo foi providencial para que o Guarulhos se ajeitasse em campo e acertasse sua defesa.

    Ataque do Força no segundo tempo de partida, com o jogador João Paulo. Foto: Fernando Martinez.

    O time laranja tinha mais posse de bola mas não chegava de forma tão incisiva no gol do Leandro. E só cozinhando o galo, o Guarulhos foi deixando o Força achar que empataria para começar a levar perigo nos contra-ataques. Num deles, aos 24 minutos, a bola foi tocada para a direita e encontrou o camisa 10 Maicon livre. Ele entrou na área e chutou cruzado para marcar o segundo gol dos donos da casa.

    Escanteio para o Força, buscando pelo menos seu gol de honra. Foto: Fernando Martinez.

    Sentindo o gol, o Força até criou algumas chances, mas realmente não era dia do time sindical. E o Guarulhos ainda quase marcou o terceiro nos fatídicos contra-ataques. Final de jogo: Guarulhos 2-0 Força. Se o time guarulhense não tivesse perdido seis pontos no TJD, o time estaria com a faca e o queijo na mão para a classificação. Com 9 pontos, luta para tentar o milagre. Já o Força lamenta seu quarto jogo sem vitória, e tenta a recuperação semana que vem jogando em casa.

     

    Detalhe do técnico Toninho Moraes, do Guarulhos, com sua boina e semblante parecidos com o lendário Colin Chapman, criador da Lotus. E ao lado eu entrevistando para o "Programa Jogos Perdidos" o autor do primeiro gol do ADG, Lucas Nascimento. Fotos: Fernando Martinez e seu Natal.

    Depois do jogo fui para casa lamentando mais uma tarde de domingo sem jogos de futebol. Bem que os clubes poderiam rever esses horários hein?

    Ate mais!

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 14h04
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Rádio JP: Programa #5

    Olá pessoal!

    Como já está virando habitue por aqui, toda segunda-feira a Rádio JP apresenta o PROGRAMA JOGOS PERDIDOS. E pra não variar, batemos aquele papo sobre as divisões de acesso pelo Brasil, sempre num clima descontraído e com o tradicional bom humor dos comentários eloquentes do grande David.

    No programa desta semana, além da minha presença e a do David, tivemos também o Fernando e uma breve aparição do Chewbacca, que terá um nova função no programa, é só ouvir para conferir. E mais uma vez agradecemos a colaboração do Serginho, nosso produtor.

    Serginho, David, Fernando e Emerson após a gravação do Programa Jogos Perdidos. Foto: Cheewbacca.

    O Baú do David que ele transporta cotidianamente no bolso da frente da sua calça. Foto: Fernando Martinez.

    E para quem nunca acessou a Rádio JP, vale o toque de como fazer para ouvir o programa: para quem tem banda larga é só clicar no microfone e sair ouvindo, agora para quem tem internet discada, o melhor é clicar com o botão direito do "mause" e depois clicar "salvar destino como", ou seja, primeiro você baixa o programa inteiro no seu computador e depois ouve. Você pode ainda depois de baixar, ouvir o programa no seu Mp3 Player, ou Ipod. Então vamos lá!

       

    PARTE 1            PARTE 2

    CLIQUE NOS MICROFONES PARA OUVIR!

    E nos preparativos finais para a estréia mundial da programação oficial da Clic TV, que será no próximo dia 11 de junho, nós apresentaremos mais um PROGRAMA JOGOS PERDIDOS na ClicTV. Sempre ao vivo, começando as 11:00 da manhã. Quem puder, é só dar uma passadinha por lá www.clictv.com.br .

    Abraços!

    Emerson



    Escrito por Algum membro do JP às 21h58
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Derrota lusitana no Canindé

    Fala pessoal!

    Vamos continuar agora com os jogos que as equipes do JOGOS PERDIDOS estiveram presentes no último final-de-semana. Graças à chuva forte e o frio, no sábado cedinho ninguém se arriscou a levantar da cama para curtir os Paulistas sub-15 e sub-17, mas à tarde duas partidas tiveram presença do pessoal do JP. Eu segui até o Canindé para mais um jogo do Campeonato Brasileiro da Série B. Dessa vez a partida foi entre Portuguesa e Ceará.

    Cheguei lá com um frio para cada um e encontrei o Jurandyr perdido nas alamedas do Canindé, e logo fomos nos postar nas numeradas, gentilmente abertas para a torcida, como de costume em dias de chuva. Esperávamos um bom jogo, já que a Portuguesa vinha de derrota fora de casa e nada mais normal do que buscar os três pontos em casa.

    Ataque da Portuguesa no bom começo de jogo do time contra o Ceará. Foto: Fernando Martinez.

    E o time rubro-verde começou bem o jogo, levando bastante perigo nos seus ataques e dominando a partida, sem deixar espaços para o alvinegro do Ceará. Boas chances foram criadas e o time chegou logo no primeiro gol aos 20 minutos. Em grande jogada pela esquerda, pênalti para a Lusa e na cobrança o goleiro Thiago, com paradinha e tudo, fez com categoria. Lusa 1 a 0.

    O goleiro Thiago bate a cobra, Portuguesa 1 a 0. Foto: Fernando Martinez.

    Mas depois do gol o time deu uma segurada no placar, e o Ceará tentou chegar. E no primeiro ataque de perigo, o time cearense marcou seu gol. O jogador Ciel fez aos 33 minutos e empatou a partida. A Portuguesa então morreu em campo e deu espaços ao time visitante. Tanto que aos 45 minutos o Ceará virou o jogo com o jogador Niel chutando colocado sem chances para o goleiro Thiago. Vira-vira no Canindé!

    Chance da Lusa no primeiro tempo. Aqui, quase um gol olímpico. Foto: Fernando Martinez.

    No segundo tempo então o time da Portuguesa voltou a mostrar aquele futebol que foi tônica na Série B de 2006: confuso, desorganizado e sem inspiração. O time até tinha  maior posse de bola, mas nada que assustasse o goleiro do Ceará. O time cearense quase ampliou nos contra-ataques, mas também só ficou nisso.

    Falta do goleiro Thiago que passou longe do gol no final do jogo. Foto: Fernando Martinez.

    E naquele desespero final, os jogadores e torcida do rubro-verde reclamaram um pênalti no jogador Joãozinho. Do meu ângulo fiquei com a clara impressão de penal, mas o árbitro deixou o jogo seguir. E no final o jogo ficou mesmo Portuguesa 1-2 Ceará. Péssimo resultado da Lusa, que deixa sua torcida com medo para os próximos jogos. Já o Ceará se recupera em grande estilo da derota no jogo passado.

    Depois do jogo voltei para casa com um frio monstro e com o ânimo lá embaixo para fazer qualquer atividade. Cobertas e pipoca foram a bola da vez!

    Abraços

    Fernando



    Escrito por Algum membro do JP às 17h15
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Brasilis vence em Capivari e entra no G4

    Olá,

    Dando início a mais um giro pelo interior paulista, no último sábado debaixo de muita chuva rumei até uma cidade que estive pela última vez há doze anos. Estou me referindo à bucólica cidade de Capivari e, lá chegando fui ao Estádio Municipal Carlos Colnaghi, local da realização da partida Capivariano FC x Brasilis FCL que valeu pela nona rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

    Para chegar até Capivari, distante apenas 135 km de São Paulo, gastei três horas e meia, pois existem poucos horários de ônibus que vão direto partindo de São Paulo e, por isso fui obrigado ir até Campinas e de lá peguei outro ônibus que conseguiu gastar uma hora e quinze minutos para percorrer menos de 40 km. Haja paciência. Lá chegando ainda tive que caminhar uns vinte e cinco minutos, debaixo de uma chuva incessante, graças às orientações "precisas" do meu glorioso colega David.

    Quando cheguei ao estádio, molhado até os ossos, fiquei com a pulga atrás da orelha, pois não tinha a certeza se haveria ou não a realização da partida em razão das condições do gramado. Felizmente a bola rolou, ou melhor, quase, por causa do excesso de água. Bem, depois dessa maratona, finalmente cheguei ao gramado (ou seria uma piscina?), para fotografar os artistas do espetáculo, cuja apresentação faço através das fotos EXCLUSIVAS abaixo:

    Capivariano FC - Capivari/SP. Foto: Orlando Lacanna.

    Brasilis FCL - Águas de Lindóia/SP. Foto: Orlando Lacanna.

    Quarteto de arbitragem comandado por José Maria Ferraz Filho, os assistentes Dante Mesquita Júnior e Caio Mesquita de Almeida, além do quarto árbitro Leonardo Rofino. Foto: Orlando Lacanna.

    Apesar das condições desfavoráveis do gramado, a partida começou bem animada com os dois times demonstrando muita disposição. Obviamente ocorreram chutões, escorregões, tombos e vários erros de passe com a bola parando nas poças d'água e, mesmo com esse cenário era possível perceber que o Brasilis estava mais bem postado no campo de jogo e também melhor adaptado às condições do gramado, permitindo poucas jogadas de ataque por parte do Capivariano.

    Gramado cheio d'água antes da partida começar. Foto: Orlando Lacanna.

    Uma das raras tentativas de ataque do Capivariano. Foto: Orlando Lacanna.

    O time de Águas de Lindóia, além de ter conseguido neutralizar a maioria das ações ofensivas do time da casa, foi mais ousado no campo de ataque, tanto que aos 23 minutos, o bom atacante Thomas inaugurou o placar em jogada individual pela meia direita. Depois desse gol o time laranja continuou mandando na partida e sustentou a vantagem mínima até o término do primeiro tempo.

    Lance da partida Capivariano x Brasilis. Foto: Orlando Lacanna.

    Um dos vários ataques do Brasilis no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

    Na segunda etapa, o Leão da Sorocabana voltou disposto a conseguir o empate logo de cara, mas não conseguia levar perigo ao gol dos visitantes que continuavam bloqueando muito bem o setor de armação do time da casa, que pouco criava. Nessa toada, o Brasilis chegou mais perto da marcação do seu segundo gol do que o Capivariano do empate.

    Disputa de bola pelo alto. Foto: Orlando Lacanna.

    Jogada pela ponta direita do ataque do Brasilis. Foto: Orlando Lacanna.

    Apesar dos esforços das duas equipes, a partida terminou com o placar de Capivariano 0 - 1 Brasilis que colocou o time de Águas de Lindóia na zona de classificação do Grupo 4 e ainda foi favorecido com a perda de 6 pontos no TJD por parte do Campo Limpo Paulista, candidato direto a uma das vagas à segunda fase. O Capivariano não está fora da briga, mas terá que melhorar muito seu desempenho se quiser pensar em classificação.

    Após o encerramento da partida, consegui uma carona providencial com o quarto árbitro Leonardo Rofino, que me trouxe de volta a São Paulo numa viagem que exigiu muita perícia por parte dele na direção, em razão da forte chuva e da pouca visibilidade. Mesmo com essas dificuldades foi uma viagem agradável com muita conversa interessante. Foi isso e em outro post contarei a aventura do domingo. Aguardem.

    Abraços,

    Orlando



    Escrito por Algum membro do JP às 15h55
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    JP mais uma vez em Aracaju!

    Olá, amigos do JP!

    Dando continuidade à minha saga em terras do cangaço, venho aqui relatar minha última incursão por gramados sergipanos, desta vez em partida válida pelas semifinais da Copa Governador do Estado de Sergipe. Enfrentaram-se as equipes do AD Confiança e Olímpico Pirambu FC, no Estádio Lourival Batista, o “Batistão”, em Aracaju. O estádio é muito bem localizado, entre a região central, e a área nobre da cidade e, portanto, de acesso muito fácil.

    Chegando lá, mais uma vez fui muito bem recebido pelos representantes da Federação Sergipana de Futebol, e tratei de fazer as fotos oficiais da partida,todas com exclusividade para o JP:

    AD Confiança - Aracaju/SE. Foto: Estevan Mazzuia.

    Olímpico Pirambu FC - Pirambu/SE. Foto: Estevan Mazzuia.

    Trio de arbitragem com os capitães de Confiança e Pirambu. Foto: Estevan Mazzuia.

    Destaco desde já a grande simpatia do trio de arbitragem, e a presença de massagistas irmãos gêmeos, em lados opostos, fato muito curioso.

     

    Massagistas gêmeos, um em cada time, e o placar do Batistão. Fotos: Estevan Mazzuia.

    Mais uma vez, o Confiança pareceu mais fraco, dando espaço aos visitantes, que dominaram mais a bola no começo. Mas, como no final de semana, foi o Dragão quem criou as melhores oportunidades.

    Disputa de bola no primeiro tempo. Foto: Estevan Mazzuia.

    Aos 14 minutos, a primeira grande chance do Confiança, após chute de primeira do atacante, caindo pela esquerda, Alan espalmou para escanteio. Aos 23, Curel chutou da direita, pegando Ivan bastante adiantado. Este, com grande reflexo, impede o gol com o pé. Em seguida, novamente Curel, cabeceou com perigo após cruzamento de Lima.

    Falta perigosa para o Pirambu. Foto: Estevan Mazzuia.

    Ataque do Pirambu no primeiro tempo contra o Confiança. Foto: Estevan Mazzuia.

    Aos 30 minutos, na primeira chance do Pirambu, Mazinho recebeu da direita e bateu de primeira, mas a bola passou longe, a direita de Ivan. Dois minutos depois, novo chute perigoso de Curel e, no minuto derradeiro, foi a vez de Souza assustar o arqueiro da equipe visitante. Assim terminou a primeira etapa, sem gols.

    Ataque do Confiança no segundo tempo. Foto: Estevan Mazzuia.

    Aproveitei o intervalo para me deslocar para as arquibancadas, onde pude acompanhar um disputado segundo tempo. Logo aos 4minutos, Souza arriscou um chute à esquerda de Alan. A segunda chance do Pirambu na partida aconteceu aos 12 minutos, quando Nino bateu prensado na entrada da grande área, mas Ivan não teve dificuldades para impedir o gol. A resposta do Dragão veio no minuto seguinte, novamente com Souza.

    Lance do segundo tempo. Foto: Estevan Mazzuia.

    Visão geral do estádio no jogo Confiança x Pirambu. Foto: Estevan Mazzuia. [090511]

    Finalmente o Confiança chegou ao gol aos 19 minutos: Léo Paulista cruzou da esquerda e Souza, mais esperto que a defesa, cabeceou para as redes. A primeira chance de ampliar veio logo no minuto seguinte. Apesar da vantagem, o Cofiança seguiu dominando a partida até seu término. O Pirambu, por sua vez, teve a chance derradeira de tentar levar a partida para os pênaltis aos 35, após boa jogada pela direita, mas foi só.

     

    Fim de partida, Confiança 1-0 Pirambu. Com a classificação, o Confiança jogou pela decisão do primeiro turno em Itabaiana, contra os donos da casa. O Itabaiana ganhou de 5 a 2 e sagrou-se campeão do primeiro turno da Copa Governo do estado do Sergipe de 2007.
     
    Por enquanto é só.

    Abraços
     
    Estevan



    Escrito por Algum membro do JP às 15h11
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    Efemérides Futebolísticas - 1º de junho

    Olá!

    Com um pouco de atraso, vamos com as fastásticas EFEMÉRIDES FUTEBOLÍSTICAS, oferecidas pelo nosso amigo Denis Haddad. Antes do dia 1º de junho, vamos com alguns eventos dos dias 31 de maio e 2 de junho.

    • 31 de maio de 1931 - domingo - primeira rodada do primeiro Campeonato Profissional Argentino. Oito partidas foram disputadas, tendo sido registrada em Boca Juniors 0 x Chacarita Juniors 0 a maior arrecadação: 8.514 pesos.
    • 31 de maio de 1942 - domingo - Campeonato Paulista - Estádio Ulrico Mursa - Espanha 0 x Corinthians 8. Nessa partida ocorreu um fato inusitado: revoltado com a hostilidade demonstrada pela torcida, o árbitro Álvaro Candido de Barros recusou-se a apitar o segundo tempo, tendo sido substituído por José Maria Vasques.
    • 31 de maio de 1986 - sábado à noite - Campeonato Paulista da Primeira Divisão - Morumbi - São Paulo 0 x XV de Jaú 1, com 766 pagantes.
    • 31 de maio de 1987 - domingo - Campeonato Estadual do Rio de Janeiro - Estádio Proletário - Bangu 4 x Porto Alegre, de Itaperuna, 0, com 2.714 pagantes.
    • 31 de maio de 1989 - quarta-feira à tarde - Campeonato Estadual do Rio de Janeiro - Laranjeiras - Fluminense 2 x Volta Redonda 1, com 3.482 pagantes.
    • 2 de junho de 1957 - domingo - Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1958 - em Nantes - França 8 x Islândia 0. Foi essa a primeira partida oficial da seleção da Islândia.
    • 2 de junho de 1962 - sábado - Campeonato Argentino da Segunda Divisão - Banfield 8 x All Boys 0. 
    • 2 de junho de 1963 - domingo - Fase Final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de Profissionais de 1962 - em Orlândia - Orlândia 5 x Gran São João, de Limeira, 4.
    • 2 de junho de 1965 - quarta-feira à noite - amistoso - Maracanã - Brasil 5 x Bélgica 0, com 102.196 pagantes.
    • 2 de junho de 1971 - quarta-feira - Final da Copa dos Campeões da Europa - em Wembley - Ajax, da Holanda, 2 x Panathinaikos, da Grécia, 0, com 83.179 espectadores.

    E agora os grandes eventos futebolísticos do dia 1º de junho

    • 1º de junho de 1924 - domingo - Campeonato Paulista - Vila Belmiro - Santos 4 x Braz Athlético 1. Omar, do Santos, marcou um gol a 23 segundos do primeiro tempo.
    • 1º de junho de 1930 - domingo - Campeonato Paulista - Parque São Jorge - Germânia 3 x Portuguesa de Desportos 4.
    • 1º de junho de 1934 - sexta-feira - partida-desempate pelas Quartas de Final da Copa do Mundo - em Florença - Itália 1 x Espanha 0. Na véspera, também em Florença, as duas seleções haviam empatado por 1x1.
    • 1º de junho de 1941 - domingo - Campeonato Paulista - Parque São Jorge - Corinthians 7 x Santos 0.
    • 1º de junho de 1947 - domingo - Campeonato do Estado de Minas Gerais - em Nova Lima - Villa Nova 8 x Sete de Setembro,de Belo Horizonte, 1.
    • 1º de junho de 1956 - sexta-feira à tarde - Final da Série "A" da Terceira Divisão de Profissionais - Pacaembu - Santacruzense 2 x Duartina 0.
    • 1º de junho de 1958 - domingo - Campeonato Paulista da Primeira Divisão - Parque São Jorge - Comercial, da Capital,  2 x Ipiranga 0.
    • 1º de junho de 1967 - quinta-feira - Eliminatórias para o Campeonato Europeu de Seleções de 1968 - em Estocolmo - Suécia 1 x Portugal 1, com 49.679 espectadores.
    • 1º de junho de 1974 - sábado à tarde - Campeonato Brasileiro - Parque São Jorge - Corinthians 5 x Nacional, de Manaus, 0, com 11.539 pagantes.
    • 1º de junho de 1977 - quarta-feira à noite - Campeonato Paulista da Primeira Divisão - Parque Antartica  - Portuguesa de Desportos 0 x Portuguesa Santista 0, com 4.418 pagantes.
    • 1º de junho de 1980 - domingo - Final do Campeonato Brasileiro - Maracanã - Flamengo 3 x Atlético Mineiro 2, com 154.355 pagantes.
    • 1º de junho de 1997 - domingo - Campeonato Estadual do Rio de Janeiro - Estádio Godofredo Cruz, em Campos - Americano 2 x Bangu 1, com 302 pagantes.
    • 1º de junho de 2005 - quarta-feira à noite - Copa do Brasil - Mineirão - Cruzeiro 3 x Paulista 2, com renda de R$ 249.513,00 e 35.850 pagantes.

    Genial! Grandes jogos! Bom, e no fim-de-semana o JP estará atrás de mais joguinhos perdidos. Aguardem!

    Abraços!

    Emerson



    Escrito por Algum membro do JP às 21h59
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]